Princípios para uma Boa Alimentação: Você tem sede e fome de quê?

Somando Qualidade de Vida:
Conheça um pouco mais sobre a Hidratação.

Por que a hidratação é tão importante para o organismo?

Quantos copos de água tenho que beber ao dia?

Eu não gosto de água. O que devo fazer?

Comecei a praticar atividade física. Devo ficar atento a reposição de líquidos.

Essas são algumas das perguntas que o Nutricionista geralmente ouve quanto o tema é ingestão de líquidos.

Pensando nisso, a Equipe Restaurante SANTO ANTONIO & NUTRIO, esclarece como e porque a Hidratação deve ser vista e praticada com um hábito saudável.

Durante as últimas décadas, a comunidade científica tem apontado que a hidratação é tão importante quanto uma alimentação balanceada. A água é o componente mais abundante no organismo. Representa de 40% a 80% do peso total; vale lembrar que quantidade de água oscila conforme a idade, o sexo e a quantidade de gordura.

Como o corpo não possui reservas ou condições para armazenamento de água, é essencial que a sua reposição seja diária para manter a saúde e as funções básicas do organismo, tais como:

1. Facilita e melhora o funcionamento intestinal, em parceria com a ação das fibras alimentares.
2. Auxilia na expectoração de resíduos pulmonares, principalmente nos episódios gripais.
3. Importante regulador na manutenção ideal da temperatura corporal.
4. Favorece a circulação sangüínea, especialmente em indivíduos com queixa de pressão baixa/hipotensão.

5. Ajuda na prevenção e no tratamento de infecção urinária, quadro que é mais freqüente em mulheres.
6. Além de promover a revitalização das células, mucosas e pele.

Ao longo de 24 horas, “perdemos” aproximadamente 2 litros de água, por meio da transpiração, urina, trocas gasosas da respiração e outras atividades para manutenção das funções vitais. Sendo assim, a recomendação de ingestão de líquidos é de 2 a 2,5 litros de água por dia.

Quando nos reportamos à adequação da ingestão de líquidos, estamos recomendando que este volume seja atendido não só pelo consumo de água. O uso de sucos de frutas, água de coco, gelatina, leites,, frutas, hortaliças e legumes in natura, chás e sopas também colaboram para o alcance da meta de hidratação. É importante salientar o cuidado na adição de açúcar e sal, nos sucos e sopas, respectivamente. Uma vez que a utilização exagerada é contra-indicada à saúde e o bem-estar.

Na estação mais quente do ano (verão) e nos períodos de baixa umidade, os cuidados com a hidratação devem redobrar, em função do risco da desidratação. Caracterizada pela ingestão insuficiente ou perda excessiva de água, durante um quadro de desidratação, o organismo responde reabsorvendo mais água, levando a uma diminuição do fluxo sanguíneo, podendo prejudicar a função cardiovascular, como a presença de sintomas como tonturas e palpitação.

 

A sede é um sinal de alerta da necessidade do corpo por água, sendo estimulada quando a quantidade de líquidos no organismo encontra-se abaixo do nível esperado. Por isso NÃOespere a sede chegar e o seu corpo ficar na reserva.Reabasteça seu organismo com freqüência!

Uma dica é: beber água à vontade. Tenha sempre uma garrafa de água ao alcance das mãos, pois a reposição de líquidos deve ser freqüente e independente da sensação de sede.

A correta hidratação para os praticantes de atividade física é fundamental para obter bons resultados e não agredir o organismo, em virtude do seu papel no controle da temperatura corporal.

Durante a atividade física os músculos produzem uma grande quantidade de calor, que gera aumento de temperatura em por conseqüência ocorre a sudorese (aumento da transpiração) que sendo muito intensa, reflete na perda de peso.

Caso não aconteça uma reposição adequada antes, durante e depois do exercício, o individuo pode sentir fadiga mental, prejuízo no desempenho físico e câimbras.

A água é um elemento vital para os seres humanos e seu ambiente, importante econômica e culturalmente. Porém, é finita e não há possibilidade de consumo ilimitado deste recurso natural.

Preocupada com este quadro, a Equipe Restaurante SANTO ANTONIO & NUTRIO gostaria de comentar sobre o Consumo Consciente da Água. Afinal, o futuro de boa parte da humanidade pode ser comprometido pela falta do bem mais cristalino que temos!

Graças à popularização crescente da idéia do uso sustentável dos recursos naturais, há meios para se tentar reverter o quadro. Medidas simples e ao alcance de todos, como reduzir o tempo de banho e fechar a torneira ao escovar os dentes ou ensaboar a louça, podem resultar em até um terço de economia na utilização doméstica. Assim como a atenção aos vazamentos e o estado de conservação dos encanamentos.

Que essa criativa experiência, da sua relação com a água,
traga bons frutos para o seu bem-estar e para o Planeta!

NOTA DO PROFISSIONAL:

Elisabete Aparecida Gonçalves Souza
Nutricionista CRN-3:0869
Bacharel em Nutrição pela Universidade de Mogi das Cruzes
Especialista em Nutrição para pacientes portadores de doenças cardíacas e hipertensos pelo Instituto do Coração – INCOR – da Universidade de São Paulo – USP
Especialista em Nutrição para Adolescentes pelo Centro de Atendimento e Apoio ao Adolescente – UNIFESP – EPM
Nutricionista do Restaurante Santo Antonio – Chácara Santo Antonio.

Camila Leonel Mendes de Abreu
Nutricionista. CRN-3: 13325
Bacharel em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo.
Especialista em Adolescência e Mestre em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP / EPM).
Membro da Equipe de Nutrição do Centro de Atendimento e Apoio ao Adolescente – UNIFESP / EPM.
Consultora Técnico Científico da NUTRIO Assessoria em Nutrição e Qualidade de Vida.